mercado imobiliário em 2021

Saiba as tendências para o mercado imobiliário em 2021

Finalmente começou o ano de 2021. Depois sofrer grandes mudanças durante a pandemia do novo coronavírus, o mercado imobiliário em 2021 começa a ser analisado conforme a perspectiva para o futuro se apresenta. Mesmo com todas as dificuldades, acredita-se que a expectativa é positiva principalmente no que diz respeito a compra para morar e para investir. Isto ocorre porque pela mudança de comportamento da população, que impactará diretamente em como a aquisição do imóvel é realizada.

A verdade é que vimos uma certa expansão e acréscimo do mercado imobiliário em 2021 e das negociações durante a pandemia de covid-19, mesmo com todas as projeções apontando o contrário. Além da mudança de comportamento para consumo ter mudado, esse aumento também foi impulsionado pela modalidade de trabalho home office, adotada por uma grande quantidade de empresas e trabalhadores. Atualmente, com este modelo de trabalho se tornando mais comum, a residência não é vista apenas como local de descanso. Desse modo, a procura por apartamentos e casas diferentes, com espaços que podem ser transformados em escritório, aumentou.

Outro ponto foi o fato de que essa facilidade de trabalhar em casa modificou na forma como as pessoas procuram as cidades para morar e onde os imóveis são localizados. Assim, o mercado imobiliário em 2021 se abriu para a possibilidade para que trabalhadores realizassem mudança para outras localidades com estilo de vida mais tranquilo, sem que isso prejudicasse o lado profissional. Além disso, com a redução de juros, as parcelas do financiamento recebem um desconto significativo, tornando-se uma alternativa acessível para um número ainda maior de consumidores.

Além de estar melhorando para os consumidores que querem adquirir ou alugar um imóvel para morar, o mercado imobiliário em 2021 também começa a se aquecer para investidores e pessoas que estão procurando formas seguras de rentabilidade. Nesse sentido, é natural que os investidores tenham maior disposição para investimentos em ativos reais, inclusive em imóveis que gerem renda acima das opções disponíveis em investimentos de renda fixa.

Tendências para o mercado imobiliário em 2021

Imóveis maiores e abertos – Ultimamente vimos um crescimento gradual de imóveis pequenos e compactos. Algumas construtoras até ficaram famosas por lançarem estúdios de 10m². No entanto, a pandemia mudou e muito a perspectiva de um imóvel perfeito para os consumidores. Com a tendência de muitas empresas se manterem em home office, as pessoas estão procurando por propriedades maiores, com conceito aberto e que permitam desenvolver diferentes atividades dentro do lar.

Além disso, após o isolamento, começamos a ver nossa casa como um refúgio, um local que nos acolha e também que permita que toda a família realize as suas atividades com aconchego. Assim, 2021 espera-se que a busca por imóveis espaçosos seja maior, com áreas diferenciadas e amplas, isto tanto para a compra como para o aluguel. Os apartamentos continuam em alta, porém a procura é por opções com sacadas e varandas.

Espaço para home office – Como falamos anteriormente, esta modalidade de trabalho cresce constantemente. Um estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) apontou que, no pós-pandemia, o home office deve crescer 30%. Além das empresas adotarem este tipo de contrato ou forma de trabalho, os funcionários também sentiram as vantagens de não terem de se deslocar até a empresa diariamente.

Desse modo, os consumidores esperam que os imóveis atendam essa nova necessidade, de ser um espaço adequado para todos morarem, mas também para que seja possível estabelecer um home office confortável, funcional e agradável. Para isto, os imóveis procurados tendem a ser maiores, com mais cômodos e possibilidades de reconfigurar os ambientes para que eles possam também servir ao trabalho.

Imóveis valorizados – O mercado imobiliário em 2021 trabalha com otimismo em relação a valorização dos imóveis. Com a alta demanda e a escassez de imóveis, a expectativa é que o setor continue crescendo. Isto é excelente para quem está pretendendo vender ou alugar uma propriedade. Além disso, conforme a economia se recupera, haverá também um aumento do poder de compra, aquecendo ainda mais o setor. Outra opção que recebe maior atenção e pode render mais são os condomínios fechados de casas, que também devem ter um aumento na demanda, tornando as opções mais caras.

Espaço de lazer – Além da compreensão de que os imóveis devem ser confortáveis para o home office, as pessoas passaram a ver a casa com outros olhos. Muitas pessoas pretendem, quando puderem sair do isolamento social, receber os amigos e passar mais tempo em família. Desse modo, a busca por imóveis maiores e com mais espaços destinados ao lazer aumentou consideravelmente. Isto engloba áreas externas, quintais, piscinas, churrasqueiras e áreas gourmet, por exemplo. Além disso, condomínios equipados com diferentes atrativos como academias, cinemas, área verde, espaço fitness, pista de caminhada e corrida, quadras e etc. Outro ponto fundamental é tempo que as pessoas passarão em casa, cada vez mais consumindo serviços de streaming e cozinhando. Por isso, os imóveis com salas de TV amplas, salas de jogos e cozinhas maiores, abertas e mais equipadas estão em alta.

Aumento da demanda por imóveis no interior – A procura por casas no interior, tanto para morar como para passar as férias ou uma temporada é uma das tendências do mercado imobiliário em 2021. Ou seja, a procura também por aluguel de imóveis no interior aumentou, com pessoas buscando analisar melhor as opções de cada cidade, antes de se decidirem pela nova moradia. Isto mostra o aumento da demanda por imóveis rurais, como chácaras, sítios e fazendas, pois as pessoas procuram um contato maior com a natureza e a focarem no bem-estar, deixando a vida agitada das capitais.

Avaliação mais criteriosa – Com a internet, o padrão de avaliação dos consumidores se modificou muito. Ao longo dos anos, os clientes evoluíram no padrão de consumo e no pós-pandemia se tornaram mais criteriosos na hora de buscar um imóvel. O foco será na qualidade de vida e no bem-estar. Por isso, os imóveis que consigam oferecer mais possibilidades de uso e que tragam mais conforto serão os mais procurados.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>